‘Mães podem trabalhar fora sem culpa!’

November 1, 2015

 

Isso é o que diz um recente estudo da Harvard Business School, realizado nos Estados Unidos.

 

Mesmo tendo sido aplicada em outra cultura, a pesquisa pode trazer um pouco de alento as mais de 28 milhões de mães brasileiras que trabalham, seja no mercado formal ou informal.

 

Segundo os pesquisadores, ter mãe que trabalha fora de casa tem vantagens, tanto para as meninas quanto para os meninos, porém de forma diferente.

 

As filhas ganham salários 23% mais altos e 33% delas ocupam cargos de supervisão, contra apenas 25% das rebentas de mães que ficam em casa.

 

Quanto aos filhos de trabalhadoras, eles costumam gastar mais tempo cuidando da casa e da família - cerca de 16 horas por semana, contra 8 horas do outro grupo.

 

O pensamento desenvolvido pelas filhas é de que é legal ter uma atividade remunerada e que não é necessário passar o tempo todo limpando a casa. Já os filhos enxergam que não tem como manter o controle da vida pessoal e profissional, se todo mundo não trabalhar junto.

 

Então, que sirva de alivio para o coração das mães que se sentem culpadas de voltar ao trabalho.

 

Números - Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada em 2012 pelo IBGE, das 39,8 milhões de brasileiras acima dos 15 anos, com emprego, constata-se que 70,6% delas são mães.

 

Os setores em que as mães mais atuam são o de serviços (4,76 milhões) e o de serviços domésticos (4,65 milhões).

Please reload

Posts Em Destaque

Corregedoria do TJAM facilita conversão de união estável em casamento civil

September 17, 2019

1/10
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square