Alunos da rede estadual dizem ‘sim’ à vacina contra Covid-19. lotam Sambódromo e Vasco Vasques

15 de agosto de 2021


Aniversariante deste sábado (14/08), a estudante Brenda Cordeiro, da Escola Estadual (EE) Ruy Araújo, celebrou os 16 anos de uma maneira diferente e bastante especial: com a vacina contra Covid-19 no braço. Ela, ao lado de milhares de adolescentes, foi uma das jovens que participou da ação de intensificação da imunização contra a doença, promovida pelo Governo do Amazonas, nos postos do Sambódromo e Vasco Vasques, zona centro-sul de Manaus.


A aluna conta que acordou cedo, por volta das 5h, com um misto de ansiedade e felicidade. “Sem dúvidas, essa vacina foi o meu melhor presente. Está sendo um momento muito bacana e especial, porque muitos adolescentes esperavam ansiosamente pelo imunizante”, afirmou.


Pouco antes da aplicação da vacina, colegas, professores e público em geral cantaram “Parabéns” para a estudante, com direito a balões e plaquinhas com frases de incentivo à imunização. “Essa vacina representa a esperança por dias melhores, e que aos poucos a gente possa retornar à normalidade. Estamos voltando, e vamos voltar”, finalizou Brenda.


O Governo do Amazonas, juntamente à Prefeitura de Manaus, deu início à imunização de adolescentes de 12 a 17 anos, neste sábado, em 51 postos espalhados pela capital. Aluno da EE Maria Amélia, João Sage, de 15 anos, foi um dos primeiros a ser vacinados, no Sambódromo.


“É uma sensação de felicidade, uma oportunidade única. É muito importante tomar a vacina, pois a Covid-19 não é brincadeira. Recentemente, estive em um hospital de Manaus e vi muitos jovens internados. Por isso, não podemos deixar de nos imunizar e seguir com os protocolos de segurança, como o uso da máscara”, lembrou João.


Amizade - A pequena Maria Alicy da Silva, 12, estudante da EE Osmar Pedrosa, foi acompanhada do pai, seu Jansen, para tomar a vacina contra a Covid-19. Tímida, ela deu uma “bronca” no colega Igor Morais, por ter perdido a carona solidária, realizada pela Secretaria de Educação.


“Gostaria de chamar o meu amigo, que disse que viria comigo se vacinar e não veio. Ele deve ter chegado atrasado e perdeu o micro-ônibus que saiu da nossa escola, mesmo assim, espero que não deixe de vir. É importante que todos se imunizem, nem dói muito”, avisou Maria Alicy.


Postos - Para atender a demanda, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e a Secretaria de Estado de Educação e Desporto montaram uma força-tarefa para atender o público de 12 e 17 anos. No Sambódromo, a equipe foi reforçada para atender em sistema drive-thru. A faixa etária está sendo vacinada em todos os 51 postos espalhados pela cidade.


Fonte: amazonas.am.gov.br