Barragem de Oiticica beneficiará mais de 300 mil pessoas no Rio Grande do Norte

10 de fevereiro de 2022

As obras da Barragem de Oiticica, que é a porta de entrada das águas do Rio São Francisco, no Rio Grande do Norte recebeu, nesta quarta-feira (09/02) em Jucurutu (RN), a visita do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Durante a agenda, também foi assinada ordem de serviço para a segunda etapa da obra de pavimentação entre Jucurutu e o distrito de Serra de João do Vale, com investimento de R$ 6,9 milhões.


A Barragem de Oiticica está em fase final de construção com as obras executadas pelo Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs). A estrutura vai garantir o abastecimento de 330 mil pessoas em oito cidades do Rio Grande do Norte. Ao contribuir com o controle das cheias na região, a barragem vai permitir a ampliação de até 10 mil hectares de área irrigada. Desde 2019, foram disponibilizados cerca de R$ 300 milhões para a realização da obra. A obra da Barragem de Oiticica foi iniciada há 70 anos e estava paralisada, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional.


Pavimentação

A obra de pavimentação anunciada prevê 19 quilômetros de estrada para interligar o município de Jucurutu ao distrito de Serra de João do Vale. A estrada vai trazer qualidade de vida para a população do distrito que tem cerca de 2 mil habitantes. Atualmente em condições precárias, o trajeto dificulta o deslocamento dos moradores, provoca danos em veículos e torna as viagens mais demoradas. A obra será realizada pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).


Projeto São Francisco

O Projeto de Integração do Rio São Francisco garantirá segurança hídrica para milhões de nordestinos nos municípios mais vulneráveis às secas dos estados do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Maior empreendimento hídrico do país, o projeto soma 477 quilômetros de extensão em dois eixos, Norte e Leste.

Em 2016, apenas 16,15% do Eixo Norte e 15,67% do Eixo Leste do projeto São Francisco estavam operacionais. Em 2019, no início da atual gestão, os percentuais eram de 31,54% no Norte e 100% no Leste. Atualmente, os dois eixos estão com 100% de execução.


Fonte: https://www.gov.br/