CAS aprova R$ 1,8 bilhão em investimentos para Zona Franca de Manaus

28 de agosto de 2021

Manaus/AM - O Conselho de Administração da Suframa (CAS) realizou, nessa quinta-feira (26), no auditório da sede da Autarquia, a 299ª Reunião Ordinária e aprovou 32 projetos industriais, comerciais e de serviços e dois projetos agropecuários, que somam investimentos de aproximadamente R$ 1,8 bilhão. A estimativa é de que sejam gerados mais de dois mil novos postos de trabalho da Zona Franca de Manaus (ZFM).


De acordo com o secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, o Brasil gerou mais de 300 mil empregos no mês de julho e que a Zona Franca de Manaus contribuiu de forma direta para este resultado. Ele também elogiou os avanços na pauta de projetos desta reunião no que diz respeito ao maior equilíbrio da relação entre o número de empregos gerados e o volume de renúncia fiscal.


Os maiores destaques da pauta de projetos foram as proposições da Foxconn Moebg Indústria de Eletrônico, para produção de placa de circuito impresso montada para uso em informática, com previsão de investimentos da ordem de R$ 371 milhões e expectativa de geração de 330 novos postos de trabalho.


A empresa de Plástico da Amazônia (EPA) teve pauta aprovada para produção de chapa, folha, tira, fita, película de plástico, com previsão de investimentos de R$ 535 milhões e expectativa de criação de 183 vagas de trabalho; e Mk Eletrodomesticos Mondial, para produção de placa de circuito impresso montada para informática, com previsão de investimentos de R$ 258 milhões e expectativa de geração de 166 novos postos de trabalho.


A reunião contou com a participação também virtual do governador do Amapá, Valdez Góes, e as presenças do superintendente da Suframa, Algacir Polsin, do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade, deputados, do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antônio Silva, e da superintendente da Sudam, Caroline Löw, entre outras autoridades e representantes de entidades de classe e órgãos governamentais.


Fonte: portaldoholanda.com.br