CAU/AM lança edital para concurso de ideias arquitetônicas

13 de setembro de 2022


As inscrições ocorrem até o dia 25 de setembro

Arquitetos que que compõem a banca do concurso de ideias arquitetônicas

Manaus (AM)- Com prêmios de mais de 20 mil reais, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Amazonas (CAU/AM), por meio da Comissão Especial de Políticas Urbanas e Ambientais – CEPUA/CAU/AM, tornou público nesta segunda-feira (12), o primeiro edital para o concurso de ideias arquitetônicas em Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS) – Prêmio Arquiteto e Urbanista Clóvis Iigenfritz da Silva.


A iniciativa tem por objetivo selecionar propostas de projetos em arquitetura social. As inscrições iniciaram nesta segunda –feira (12), e seguem até o próximo dia 25 de setembro.


A arquiteta e urbanista Melissa Toledo é uma das convidadas para compor a banca e ser presidente da comissão do edital de habitação social. Para ela esse concurso é de suma importância para tanto profissionais, como acadêmicos, voltarem os olhos para esse lado da arquitetura e urbanismo, que é o lado da habitação social.


“O arquiteto e urbanista tem mais de 300 atribuições profissionais e poder desmitificar essa atribuição de habitação social é totalmente salutar enquanto proposta de edital. Além de ser benéfico para região norte, que tem carência nesse segmento.” afirmou a arquiteta.


Sobre o concurso

O concurso de ideias presta homenagem ao autor da Lei ATHIS (Lei Federal nº 11.888/2008), aprovada pelo Congresso Nacional em 2008, que assegura o direito das famílias de baixa renda à assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, o inesquecível Arquiteto e Urbanista Clóvis Iigenfritz da Silva.


Poderão participar do concurso, profissionais de arquitetura devidamente registrados e ativos no CAU e, estudantes do curso de arquitetura das Instituições de Ensino Superior. O concurso será realizado em duas etapas na qual a banca julgadora irá selecionar e premiar as três melhores ideias de solução arquitetônica e urbanística de cada categoria (estudantil e profissional). O objetivo da premiação é estimular a elaboração de propostas no campo da ATHIS, promovendo reflexão e a prática da mesma com base a Lei da assistência técnica.


“Estimular a participação de acadêmicos é um dos grandes pontos desse concurso, por estar com uma temática em campo real que é a comunidade União da Vitória, onde este produto traz beneficio para esta comunidade e consegue ainda essa coesão do profissional e o arquiteto em formação, trazendo oportunidade para o acadêmico ter um exercício teórico e prático em um concurso e que agrega conhecimento. Além de mostrar um outro segmento da arquitetura e urbanismo.” Finalizou Melissa Toledo.


</