Comissão de Relações Exteriores condena conflito na Ucrânia

25 de fevereiro de 2022

Em nota oficial, a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) cobrou nesta quinta-feira (24) um posicionamento do Brasil pelo fim das hostilidades na Ucrânia. A nota classifica o conflito como “fato de extrema gravidade” que atenta contra a soberania de um país soberano.


O texto, assinado pela senadora Kátia Abreu (PP-TO), presidente do colegiado, avalia que as ações militares da Rússia violam “princípios fundamentais da Carta da ONU e do direito internacional” e põem em risco a vida de cidadãos inocentes. Segundo a parlamentar, o Brasil, especialmente pela sua representação no Conselho de Segurança das Nações Unidas, deve buscar a cessação dos ataques e a resolução pacífica do conflito.

Leia a nota na íntegra.


NOTA OFICIAL

Crise Ucrânia - Russia

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional do Senado Federal considera as ações militares russas na Ucrânia fato de extrema gravidade, que viola princípios fundamentais da Carta da ONU e do direito internacional, por atentar contra a soberania e a integridade territorial de um país soberano e colocar em risco a vida de cidadãos inocentes. Em consonância com as diretrizes constitucionais que regem nossas relações internacionais, o Brasil deve, em especial em sua atuação no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, propugnar pela cessação imediata da violência e pela resolução pacífica do conflito, com respeito à autodeterminação e à integridade territorial dos Estados.

Senadora Kátia Abreu Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional


Fonte: Agência Senado