Congresso Internacional promovido pela Eastjam discutirá novas tendências do Processo Civil

2 de setembro de 2022

O Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, por meio da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor (Eastjam), realizará nos dias 19 e 20 de setembro o “1.º Congresso Internacional Novas Tendências do Direito Processual Civil”. O evento, cujas inscrições já estão abertas, reunirá estudiosos, pesquisadores e operadores do Direito de 10 países, além de convidados nacionais e regionais, para discutir o tema apontando as perspectivas e direcionamentos da temática para os próximos anos ao redor do mundo.


O congresso vai acontecer na modalidade presencial e com vagas limitadas. As inscrições devem ser feitas por meio de formulário eletrônico disponível no link https://bit.ly/NewTrendsEASTJAM. Tendo como público-alvo servidores (as) e magistrados (as) do Tribunal de Justiça do Amazonas e de outras instituições do Sistema de Justiça e de órgãos parceiros, advogados e advogadas, estudantes de Direito e pesquisadores da temática, o Congresso contará com tradução simultânea.


Programação

O evento será aberto no dia 19, às 17h, no Teatro Amazonas, com a presença do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Mauro Campbell; do presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, desembargador Flávio Pascarelli, e do diretor da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor, desembargador Cézar Bandiera.


A conferência magna será proferida pela professora da Northeastern University (EUA) Margaret Woo, que abordará o tema: "O futuro do acesso à justiça: custo e outras barreiras (in)visíveis". Em seguida, acontecerá a conferência do desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Alexandre Freitas Câmara, abordando “Os rumos do processo civil no Brasil e no mundo”.


Encerrando a noite haverá o lançamento das obras "Juiz natural e eficiência processual”, de autoria do professor Antonio do Passo Cabral, pela Editora Revista dos Tribunais; e do "Manual de Direito Processual Civil", do desembargador Alexandre Freitas Câmara, pela editora Atlas.


O desembargador Cézar Bandiera destaca a importância de um congresso com a participação de grandes expoentes nacionais e internacionais na abordagem do tema, proporcionando subsídios que promovem a construção de uma visão contemporânea de Direito Processual para o público formado por magistrados, servidores, operadores do Direito e demais interessados no assunto. "Os cidadãos de nossa sociedade têm ficado cada vez mais conscientes de seus direitos, demandando uma remodelação constante da Justiça para que esta atenda os anseios da população e sirva de instrumento para a afirmação da cidadania. É indispensável, portanto, uma mudança de mentalidade e o uso da criatividade, a fim de aperfeiçoar os mecanismos processuais existentes e promover novas tendências para a solução de litígios", destaca o magistrado.


Segundo dia

No dia 20, o congresso continua no aud