Dia das Mães: Centro de Convivência da Família 31 de Março oferta diversos serviços à comunidade

6 de maio de 2022


A programação continua nesta sexta-feira com diversos serviços

A feira iniciou nesta quinta-feira com várias atividades, como bazar, design de sobrancelhas, maquiagem, esmaltação, aferição de pressão arterial, além de música ao vivo


(Manaus-AM)- A celebração do Dia das Mães no Centro de Convivência da Família 31 de Março, situado no bairro Japiim, zona sul de Manaus, foi aberta na manhã desta quinta-feira (05/05) e segue até às 17h, com várias atividades, como bazar, design de sobrancelhas, maquiagem, esmaltação, aferição de pressão arterial, além de música ao vivo.

A programação continua nesta sexta-feira (06/05) com oferta às mães da comunidade de serviços de corte de cabelo, design de sobrancelha, além de uma palestra sobre saúde bucal com distribuição de kits de higiene bucal.


Mirtes Valéria Mendes, moradora da comunidade do Japiim, frequenta o local e aproveitou a ação para montar um bazar com a venda de roupas, bolsas e acessórios. A empreendedora também participou da sessão de embelezamento para dar uma ‘arrumada na sobrancelha’. “Esse local é excelente para conviver em comunidade”, admitiu.

Medicina caseira - As participantes do curso de atendente de farmácias, oferecido pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), um dos órgãos parceiros do 31 de Março, atuam na programação orientando sobre plantas medicinais e cura fitoterápica, além da aferição da pressão arterial.

Elizabeth Souza de Oliveira, uma das 22 participantes do curso, disse que seus horizontes se abriram com as informações repassadas pela instrutora Jôney Elferr, sobre a cura pela medicina caseira.

A diretora do CECF 31 de Março, Mirleide Santana, disse que a demanda pelos serviços do centro cresceu significativamente após a pandemia do novo coronavírus, aumentando inclusive o número de participantes dos Grupos de Convivência – Rosas Vermelhas, formado por mulheres; Florescer, formado por idosas e o Florescer Japiim, um grupo misto que conta com a participação de 40 integrantes, entre jovens, adultos e idosos da comunidade.

Colcha de retalhos - Uma Oficina denominada “Colcha de Retalhos da Minha História”, está sendo confeccionada por mães e avós da comunidade do entorno do CECF 31 de Março, visando o resgate de memórias. “São integrantes do Grupo Florescer que estão fazendo um resgate de suas vidas no tecido”, frisou a diretora.

Mantidos pelo Governo do Amazonas, sob o comando da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), os seis Centro de Convivência da Família (CECF) e o Centro de Convivência Estadual do Idoso (Ceci), atuam por meio de parceria com outros órgãos governamentais.


Informações Assessoria

FOTOS: Kerolyn Leigue /Seas