Dia do Gari: zelo e capricho para manter Manaus limpa

16 de maio de 2022

Capina, varre, coleta, lava, pinta. Sempre tem um gari da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) em ação para manter Manaus limpa nos finais de semana ou feriados, 24 horas por dia. Na capital amazonense, pelo menos 2,5 mil profissionais da Prefeitura de Manaus trabalham todos os dias para deixar a cidade livre do acúmulo de lixo e evitar a proliferação de doenças. Nesta segunda-feira, 16/5, Dia do Gari, a data tem o objetivo de homenagear os profissionais responsáveis pela limpeza das vias públicas e de todo o lixo gerado naturalmente ou por ação do ser humano.


Alan Araújo, mais conhecido como Alanzinho, é um desses profissionais que continuam na labuta. Aos 41 anos, ele sai de casa todos os dias às 4h50 da manhã em direção à sede da Semulsp, na Compensa, zona Oeste, para fazer a varrição do local. Na profissão há 22 anos, ele diz que não pensa em largar o ofício.

Alan chegou à Semulsp como coletor de lixo e hoje gerencia uma equipe de varrição e capinação. “O antigo secretário da Semulsp, Sabá Reis, me disse que eu tinha um grande potencial para ser um dos seus líderes e me colocou como gerente de Operação da Semulsp”, contou.

Quando ele entrou na empresa terceirizada, sofreu preconceito por causa da altura, mas superou os obstáculos mostrando o seu potencial.

Alan define o gari como um anjo criado por Deus. “Ele foi criado por Deus para limpar a sujeira que algumas pessoas fazem. Eu defino o gari como um atleta da limpeza”, ressaltou.

Há 28 anos atuando na limpeza pública, Francisco Guedes, que hoje é gerente de Operações também, já atuou como gari no setor de capinação, varrição e coleta.

Guedes conta que ganhou reconhecimento pelo trabalho realizado para a cidade de Manaus e pelo conhecimento geográfico da cidade.

“É uma honra trabalhar na Semulsp. Foi neste lugar que conheci a minha esposa e que as portas se abriram. Eu não tinha plano de trabalhar na limpeza pública, mas vejo o quanto é gratificante em contribuir para uma Manaus mais limpa, como também em ver o sorriso no rosto das pessoas. Vejo um compromisso com a cidade. Quando a programação chega nas minhas mãos, busco executar sem medir esforços”, pondera.

Oportunidades de crescimento

A Semulsp, por meio de empresas terceirizadas, promove oficinas e treinamentos para aqueles que desejam crescer na instituição. Garis que hoje possuem nível superior ou que exercem cargos de gerência, como a Rosana Oliveira.

Ela entrou em 2004 na Semulsp para capinação, depois jardinagem e, em seguida, na varrição. Por último, levando em consideração o reconhecimento do seu trabalho, em 2018 foi promovida para o setor administrativo do departamento de cemitério da pasta.

Rosana sempre foi determinada e concluiu o curso de Serviço Social. Atualmente, cursa a segunda graduação e foi selecionada para uma bolsa de estudos em Direito no Programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus.