Em Parintins, ‘Estação +Cultura’ estreia com atrações e espaços instagramáveis

22 de junho de 2022

A Ilha Tupinambarana ganhou um novo espaço cultural, nesta terça-feira (21/06), com uma programação gratuita para o público que está na cidade para o 55º Festival Folclórico de Parintins. A “Estação +Cultura”, instalada no estádio Tupy Cantanhede, conta com apresentações, exposições coletivas de artes, instagramáveis, feira de economia criativa e galerias de Caprichoso e Garantido.


O projeto faz parte do “Circuito +Cultura”, do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa e Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC).


Segundo o secretário Marcos Apolo Muniz, o espaço vai funcionar até domingo (26/06), das 9h às 12h e de 14h às 17h. Ele explica que a iniciativa propõe uma experiência diferenciada para os visitantes.


“Para ser o maior festival de todos os tempos, programamos um roteiro de atividades durante o dia, para que o público possa conhecer a força da arte de Parintins também fora do Bumbódromo”, afirma o secretário da pasta, Marcos Apolo Muniz.


Programação

Na entrada, as pessoas são recepcionadas com as intervenções de artistas de Parintins, entre as obras expostas nos muros estão esculturas e grafites.


Outro espaço da Estação é a feira de economia criativa, para comercialização de produtos de pequenos empreendedores, artistas e artesãos do município, como brincos, colares e maxi colares, camisetas, peças em macramê, crochê e diversos itens de decoração.


Durante a feira, o público vai conferir ainda desfiles de moda de arte sustentável e tecido reciclado, feito pelas mulheres do Quilombo do Andirá, da Comunidade de Santa Tereza do Matupiri, no município de Barreirinha.


Liceu Parintins

Entre os destaques da programação da “Estação +Cultura” estão projetos desenvolvidos pelo Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro – Unidade Parintins, com participação dos alunos da instituição, que, atualmente, conta com 2,2 mil matriculados.


“Nas exposições terão trabalhos dos nossos alunos. O Liceu tem uma importante rota de atividades e os visitantes podem entender o processo tão essencial da instituição”, destaca o diretor do Liceu, Davi Nunes.


Fonte: http://agenciaamazonas.am.gov.br/