Governo AM assina ordem de serviço para construção do primeiro hospital público veterinário

20 de abril de 2022


Com investimento de R$ 3,7 milhões, hospital será o maior do Brasil. Trabalhos no canteiro de obras já iniciaram

O hospital oferecerá atendimento especializado de urgência e emergência, de forma gratuita


(Manaus-AM)- A ordem de serviço que marca o início das obras do primeiro hospital público veterinário do Amazonas foi assinado nessa terça-feira (19), pelo governador Wilson Lima. Com investimento de R$ 3,7 milhões, a unidade será a maior do Brasil no segmento e oferecerá atendimento especializado de urgência e emergência, de forma gratuita.


O hospital será construído ao lado do prédio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), na avenida Mário Ypiranga, zona centro-sul de Manaus. Os investimentos são fruto de emenda parlamentar da deputada Joana Darc, autora do projeto, e do deputado Saullo Vianna, que estiveram presentes no ato de assinatura da ordem de serviço.


“Esse aqui será o primeiro do Brasil construído com essa finalidade. Os outros são de faculdade ou ao longo do tempo foram sendo melhorados para que a estrutura permitisse esse atendimento. Há oitos, dez anos atrás fazer uma obra dessa aqui não seria possível. Tudo que a gente tem ou tinha de preconceito é pura ignorância”, disse o governador.


O primeiro hospital público veterinário do Amazonas é vinculado à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e a obra será executada pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra), com previsão de conclusão para o primeiro semestre de 2023.


“Vamos ter um atendimento de qualidade. Teremos os melhores profissionais médicos veterinários do estado do Amazonas. Nós vamos gerar empregos, vamos gerar renda. Vamos fomentar o ensino, apoiar as universidades. Para que essas pessoas que decidiram dedicar suas vidas à medicina veterinária possam ter a aula prática e dedicar o seu tempo aos que precisam”, disse a deputada estadual Joana Darc.

Os prefeitos de Novo Airão, Frederico Junior, e de Boa Vista do Ramos, Eraldo CB, também compareceram à solenidade de início da obra.


Estrutura - A obra contempla a construção de um prédio com dois pavimentos. O térreo contará com espaços como recepção; salas de espera e triagem; centro cirúrgico com 11 macas; salas de pós-operatório, de Raio X, de internação, de isolamento, urgência e necropsia. Haverá, ainda, baias para acomodação dos animais e banheiros masculino e feminino para funcionários, dentre outros ambientes.


“É um momento único, é um sonho que a gente vem sonhando há muito tempo. A gente ia na Câmara, a gente ia na Assembleia, a gente lutou e ia reivindicando pelo futuro hospital, porque era gritante e necessário um hospital público veterinário em Manaus. Então, para nós, é um momento único e muito emocionante”, disse Nete Moura, do grupo Protetores dos Animais Manaus.


O andar superior da construção terá hall de entrada, sala administrativa, sala de reunião, almoxarifado, salas de conforto médico, cozinha, banheiros e um auditório. Além disso, a unidade contará também com todas as instalações de drenagem e de tratamento de esgoto sanitário e de descarte de resíduos.


Serviços - Projeto pioneiro no Amazonas, a construção do hospital tem como objetivo oferecer atendimento veterinário especializado de urgência e emergência, de forma gratuita, com consultas, cirurgias, exames laboratoriais e internações destinadas aos animais cujos tutores não tenham condições financeiras de custear o tratamento em instituições privadas.


O hospital também vai oferecer castração gratuita dos pets e feiras de adoção responsável, visando reduzir a quantidade de animais em situação de abandono nas ruas de Manaus.


Mais investimentos - Além do início das obras do primeiro hospital público veterinário do Amazonas, o governador também implementou a Política Estadual de Vigilância de Zoonoses, Bem-Estar Animal e da Fauna Doméstica, por meio de Termo de Cooperação Técnica entre a Sema e a Fundação de Vigilância em Saúde – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Com a nova política, o Estado passará a contar com mais duas Unidades Móveis de Castração, cedidas à Sema pelo período de oito meses. Agora, o Amazonas terá três castramóveis para esterelização gratuita de cães e gatos.