Governo do Amazonas divulga habilitados para Programa de Regionalização da Merenda Escolar 2022

5 de abril de 2022

O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), divulgou a segunda lista de habilitados para o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), em 2022. A relação nominal de habilitados credenciados no certame nº 001/2022 da ADS foi publicada na edição nº 34.704 do Diário Oficial do Estado (DOE), do dia 17 de março.


As publicações estão disponíveis no portal da ADS, pelo link http://www.ads.am.gov.br/acesso-a-informacao. Uma terceira relação nominal ainda será publicada.


A partir das duas relações divulgadas, encontram-se habilitados a participarem do Preme 2022: 965 produtores rurais, 43 associações, 27 agroindústrias e 21 cooperativas, da capital e do interior do Amazonas, totalizando 1.056 habilitados para credenciamento.


O Preme é um dos principais programas do Governo do Amazonas. A iniciativa abrange os 62 municípios do estado, garantindo segurança alimentar a milhares de crianças e jovens matriculados na rede estadual de ensino. Além disso, o programa executado pela ADS gera emprego e renda a centenas de produtores rurais, que comercializam suas produções diretamente ao Governo do Estado.


“O Amazonas é o estado que mais adquire da agricultura familiar, e o governador Wilson Lima assume o compromisso de continuar fortalecendo programas que valorizam o pequeno produtor. O Preme garante não apenas a segurança alimentar aos alunos, mas também dá ao produtor rural a certeza de que sua produção vai ser comercializada e ele irá receber por isso”, declarou Michelle Bessa, presidente da ADS.


Preme em 2021 – De acordo com a presidente da ADS, Michelle Bessa, o Governo do Amazonas investiu, em 2021, R$ 20,9 milhões na aquisição de itens de produção rural do estado, por meio do Preme. Ao todo, mais de 2.125 toneladas de alimentos foram fornecidas em 521 escolas, atendendo mais de 260 mil alunos e gerando renda para agricultores, cooperativas e pequenas agroindústrias de 20 municípios.


O Preme tem a parceria das secretarias de Estado de Educação e Desporto e de Produção Rural (Sepror), do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) e da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (Adaf).


Mesmo diante de um cenário de pandemia da Covid-19, em 2021, o fornecimento dos alimentos não parou, por determinação do governador Wilson Lima. A Secretaria de Educação deu continuidade ao programa Merenda em Casa, iniciado ainda em 2020, no período em que as aulas presenciais foram suspensas, o que permitiu que os estudantes recebessem os alimentos em casa.


Fonte:http://www.amazonas.am.gov.br/