Governo do Amazonas leva estande do projeto RespirAR ao município de Rio Preto da Eva

19 de setembro 2021


Na ação do Governo do Estado realizada neste sábado (18/09), no município de Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus), o estande do RespirAR apresentou ao município o trabalho desenvolvido pelo projeto de reabilitação pós-Covid na capital. Atendimentos especializados e promoção da saúde aliada à atividade física também fizeram parte da programação do espaço montado na quadra da Escola Estadual Raimundo Paz.


Sídia Maria Batista, de 55 anos, enfatizou a atenção destinada pelo Governo do Amazonas em apresentar o projeto à comunidade. “Muito boa essa ação do governo para Rio Preto da Eva. Eu parei no estande aqui por curiosidade. Peguei Covid-19, mas está tudo bem. Considero muito importante, um benefício para a nossa comunidade ter pessoas para orientar sobre a doença”, disse.


Referência no tratamento em fisioterapia e atividade física às pessoas acometidas pelo coronavírus, o RespirAR foi ampliado pelo governador Wilson Lima para os Centros Estaduais de Convivência, Policlínicas e Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (Caimis) da capital. Agora, uma nova expansão é vislumbrada pelo Governo do Amazonas.


“Estamos aqui para apresentar ao município o trabalho realizado em Manaus. É trazer uma demonstração do projeto como um todo, com o intuito de desenvolver possíveis planejamentos para atuar em conjunto com a cidade e com a prefeitura de Rio Preto da Eva”, afirmou o coordenador do projeto, Neibe Araújo.


O estande do RespirAR no município contou com um fisioterapeuta, educador físico e uma técnica em enfermagem. Os profissionais ofertaram a conscientização sobre a importância da atividade física e promoção da saúde, além da aferição de pressão e orientações acerca da respiração.


“A curiosidade de quem teve ou não (Covid), quando vê um fisioterapeuta, um educador físico, ele quer saber a orientação de como agir em uma situação de recuperação física. Então o RespirAR traz esse projeto que abrange o povo. Eu me sinto muito satisfeita por ver as pessoas se recuperando através do tratamento no projeto e gratas pelo benefício que adquirem”, ressaltou a fisioterapeuta intensivista do RespirAR, Cleomira Carvalho.


RespirAR – O projeto iniciado na Vila Olímpica de Manaus, que já recuperou mais de 200 pessoas acometidas pela Covid-19, funciona de forma intersetorial e envolve a as secretarias de Estado de Saúde (SES-AM) e de Estado de Assistência Social (Seas), a Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar), o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), e a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental (Aadesam).


O projeto conta ainda com uma base informativa que presta atendimento aos fins de semana no Complexo Turístico da Ponta Negra, zona oeste de Manaus.


Fonte: http://www.amazonas.am.gov.br/