Governo Presente: população aprova atividades na segunda edição do programa, na zona norte

4 de março de 2022

A população que acompanhou a segunda edição do programa Governo Presente, no bairro Cidade de Deus, na zona norte de Manaus, aprovou a programação de serviços levada pelo Governo do Estado. De forma gratuita, o público teve acesso aos serviços de cidadania, saúde, fomento, segurança pública, entre outras áreas com atividades voltadas para o cidadão.


Nesta edição, os atendimentos acontecem na Escola Estadual Frei Mario Monacelli, localizada no conjunto Alfredo Nascimento, na zona norte. Os serviços iniciaram às 8h e ficarão disponíveis até as 14h.


Nascido em Belém (PA), o estudante Elderlan Farias, 27, aproveitou a oportunidade para procurar um dos serviços com a maior demanda: a emissão de RG. Ele conta que sofreu um assalto e acabou perdendo os documentos, sendo necessário retirar uma nova via.


“A importância dele [documento] é que eu consiga me identificar na faculdade, banco, e até se acontecer um acidente, para identificar meus familiares e tudo mais. Com certeza, foi bastante útil para mim, porque eu consegui tirar hoje, se eu fosse agendar ia demorar dois meses e graças a Deus consegui hoje”, disse o estudante.


Em outra área da escola, no posto montado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Draª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Maria Alexandra Oliveira, 40, teve a chance de atualizar o esquema vacinal com a terceira dose contra a Covid-19.


“Facilita muito a nossa vida, porque é mais rápido, mais prático do que a gente ficar procurando. Eu gostei de vir aqui e fazer um monte de coisa, tirar o RG. Gostei muito do programa e vai beneficiar muitas pessoas que têm dificuldade de procurar as coisas”, destacou Maria Alexandra.


Economia – Nos serviços de beleza oferecidos pelo Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), a autônoma Fátima Carvalho, 46, conta que mudou o visual e agradeceu pela ação do Governo do Estado.


“Eu cortei o cabelo e agora estou fazendo as unhas, e meu filho já fez massagem. Eu estou achando ótimo, porque nem todo tempo a gente tem dinheiro para cortar um cabelo, fazer uma unha, está tudo caro. E eu gostei, eu amei, estou amando as minhas unhas e cabelo também”.


Franciane Fernandes, 36, é proprietária de uma barbearia. Ela aproveitou o espaço do Crédito Rosa, projeto coordenado pela Secretaria de Assistência Social (Seas) e Afeam, para retirar o contrato que garante uma quantia de R$ 5 mil. Ela aproveitará o dinheiro para investir no próprio negócio.


“Eu estou muito feliz por isso, porque eu tive muito prejuízo no lockdown, eu tive que fechar o salão e as minhas coisas oxidaram lá, os produtos ficaram parados muito tempo, e eu vou aproveitar isso para investir de novo e dar uma alavancada melhor”, declarou Franciane.


Fonte: http://agenciaamazonas.am.gov.br/