Investimentos do Governo do Am em áreas de lazer e parques urbanos transformam vida comunitária

11 de abril de 2022

Mais de R$ 300 milhões foram investidos pelo Governo do Amazonas em reformas e reestruturações de espaços urbanos, anteriormente esquecidos pelo poder público. Por intermédio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgão responsável pelo planejamento e execução das obras, a realidade dos moradores foi transformada com a implementação de áreas de lazer, espaços verdes e locais de convívio social.


A valorização desses espaços segue a determinação do governador Wilson Lima de qualificar espaços públicos de convivência comunitária. Bairros como São Raimundo, Santo Antônio, Aparecida, Presidente Vargas e Cachoeirinha passaram por revitalizações e amplas mudanças na infraestrutura, tornando-se modelos.


Além disso, oito Parques Urbanos receberam reforma e foram repassados ao município. São eles: Paulo Jacob, Largo Mestre Chico, Parque Linear Beira Rio, Parque Linear da Freira, Parque Triângulo São Raimundo, Parque Kako Caminha, Praça Pública Elza Simões (antigo Parque Bittencourt) e o parque Rio Negro.


Segundo o coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais, engenheiro civil Marcellus Campêlo, a UGPE trabalha para transformar e implementar áreas para que sejam exemplos de qualidade de vida.


“Nós executamos obras para transformar a vida das pessoas. Quando o projeto atua, é para melhorar a vida das pessoas que estão em situação de risco, de alagamentos, desabamentos ou mesmo de contato com doenças e águas contaminadas. Criamos também áreas urbanizadas, principalmente os parques urbanos para utilização da população e também os parques habitacionais, onde são reassentadas as pessoas beneficiárias do programa”, declarou.


Inaugurado pelo governador Wilson Lima em junho de 2020, o complexo de obras na Bacia do São Raimundo foi uma das maiores revitalizações realizadas pelo Governo do Estado. Com um investimento de R$ 137 milhões, as zonas sul e oeste de Manaus tiveram a mobilidade urbana melhorada, obras de saneamento básico, novos parques, praças e áreas para prática esportiva.


Nascida e criada no bairro Presidente Vargas, Ivanete Matos, de 62 anos, viu de perto todas essas mudanças. Hoje, ela diz amar onde vive, e por isso cuida do bairro com muito esmero. Por conta própria, ela capina, pinta e organiza os vizinhos para deixar tudo sempre limpo e confortável para todos.


“Nosso governador Wilson Lima trouxe um benefício muito grande para nossa comunidade, né? Nós não tínhamos esse espaço aqui, tudo alagava, era tudo cheio d’água e muitas casinhas. Nós estamos há dois anos cuidando dessa orla e tentamos manter isso aqui assim do jeito que está, bonitinho. Esse espaço aqui é bom demais para a comunidade, eu amo esse local”, diz a moradora.


Durante três anos, foram também realizados serviços de pintura, drenagem, paisagismo e plantio de mudas, além de reformas de banheiros, bancos, pavimentos e readequação dos quiosques. Tatiana Brasil, 40, morou a vida toda na região do Parque Castelhana. Com uma visão privilegiada para a Bacia do São Raimundo, ela foi uma das pessoas beneficiadas pela reestruturação, e diz que o local melhorou muito.


“Eu achei bom no sentido de ter um local para as crianças brincarem. Teve melhoria no acesso de carro, alagamento e violência. Tudo isso foi algo que mudou muito aqui, melhorou muito“, afirmou.

Interior – Em Maués (a 276 quilômetros de Manaus), o Governo do Estado entregou o Programa de Saneamento Integrado (Prosai). Além de melhorias no saneamento básico, o projeto promoveu a revitalização das Lagoas do Prata e da Maresia, que ganharam novos espaços de lazer públicos, como áreas de caminhada, academia ao ar livre e quadras para a prática de esportes.


O investimento foi de US$ 35 milhões, sendo US$ 24,5 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e US$ 10,5 milhões de contrapartida do Governo do Amazonas.


Novas entregas – O Governo do Estado assumiu o compromisso de executar obras que estavam pendentes em governos anteriores. Uma delas é o Parque das Araras, que agora está em ritmo de entrega. A obra faz parte de um conjunto de intervenções que estão sendo feitas pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) no leito do Igarapé do Mestre Chico.

Com área de quase 15 mil metros quadrados, o novo parque vai beneficiar os moradores dos bairros da zona sul com espaço para prática esportiva, convívio social e áreas verdes, oferecendo mais lazer e bem-estar para a comunidade do entorno e para a população de Manaus.


“Quando o governador Wilson Lima assumiu, o compromisso dele era de executar todas as obras já iniciadas pelo Governo do Amazonas, mas que estavam paralisadas. Aqui na UGPE, várias obras ou compromissos de obras estavam pendentes com a população e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Por isso nós executamos obras remanescentes do Prosamim I e Prosamim II para cumprir esses compromissos com a sociedade”, acrescentou o coordenador da UGPE.


Outro local que também está sendo revitalizado é o entorno do igarapé do 40, entre as avenidas Maués e Silves. As obras estão em fase de conclusão e mais de 5 mil pessoas devem ser beneficiadas pelo projeto, principalmente com a entrega das quadras esportivas, ainda no primeiro semestre de 2022.


Prosamin+ – Pela primeira vez abrangendo uma parte da zona leste, o Prosamin+ vai dar continuidade às revitalizações e requalificações urbanísticas da capital.


Em sua primeira fase, o programa vai levar mais dignidade, infraestrutura, saneamento básico, urbanismo, habitação e recuperação ambiental aos bairros do Japiim, Coroado, Distrito Industrial e Armando Mendes, localizados nas zonas sul e leste. O investimento será de R$ 542 milhões.


Fonte: http://www.amazonas.am.gov.br/