Mais de 20 mil pessoas devem deixar Manaus no feriado de Tiradentes, segundo Arsepam

21 de abril de 2022


A agência também deflagra a Operação Viagem Segura – Feriado de Tiradentes, voltada aos transportes intermunicipais regulados pela autarquia

O feriado prolongado leva passageiros deixarem Manaus em direção ao interior e cidades vizinhas


A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (21/04), a Operação Viagem Segura – Feriado de Tiradentes, nas principais saídas de Manaus. O objetivo da ação é oferecer maior segurança aos passageiros que vão utilizar os serviços de transporte rodoviário e hidroviário intermunicipal, de 21 a 24 de abril, para acessar outros municípios do estado.

Ao todo, 20 mil pessoas devem deixar a capital por meio dos transportes regulados pela Arsepam. Os departamentos técnicos do órgão estimam que 1.100 fiscalizações sejam realizadas no período.

O diretor-presidente da Agência Reguladora, João Rufino Júnior, explicou que a Operação Viagem Segura sempre ocorre em feriados prolongados. Como foi decretado pelo Governo do Amazonas e pela Prefeitura de Manaus que sexta-feira (22/04) será ponto facultativo, o gestor destaca que o reforço na fiscalização se faz necessário.

Rufino Júnior informou, ainda, que dentro da programação está prevista acontecer uma ação, no próximo sábado (23/04), voltada ao Abril Azul, mês da conscientização mundial sobre o autismo, com foco nos transportes intermunicipais. A finalidade é divulgar à população e aos próprios operadores os direitos inerentes a esse público.

Dados – O Departamento de Transporte Rodoviário (DETH) acredita que 7.500 passageiros deixem, em quatro dias, Manaus com direção a outras cidades do estado. As equipes da Arsepam devem realizar o total de 800 fiscalizações nos modais regular (viagens entre terminais rodoviários), semiurbano (Manaus-Iranduba-Iranduba-Manaus), fretamento eventual e contínuo.

O DETR ressaltou que, normalmente, as principais ocorrências apresentadas pelos operadores dos veículos são lotação excedente, atraso dos ônibus, falta de cadastro junto à Agência Reguladora e seguro vencido. No entanto, nem todos os casos geram auto de constatação – penalidade que pode resultar em multa de até R$ 4.636,42 (no caso de reincidência, o valor dobra).

Por sua vez, o Departamento de Transporte Hidroviário (DETH) estima que 12.500 passageiros optem por deixar Manaus por intermédio de embarcações. Os fiscais devem efetuar 300 vistorias no período.

A Ouvidoria da Arsepam conta com atendimento 24 horas para receber denúncias e sanar dúvidas, por meio do WhatsApp (92) 98408-1799.

Postos – No modal rodoviário, as fiscalizações ocorrem no Terminal Rodoviário Engenheiro Huascar Angelim – Rodoviária de Manaus, bairro Flores, zona centro-sul; Ponte Jornalista Phelippe Daou (Ponte Rio Negro), em Iranduba; Barreira de Fiscalização Estadual (AM-010 e BR-174), bairro Santa Etelvina, zona norte; e Barreira da Avenida das Flores, bairro Lago Azul (entrada do Viver Melhor 1), zona norte.

Fiscalização está atenta nos postos de saída do transporte rodoviário intermunicipal

No hidroviário, as abordagens acontecem no Porto de Manaus e nas balsas da Manaus Moderna, no Centro; e no Porto da Ceasa, Distrito Industrial, zona sul.

A Operação Viagem Segura – Feriado de Tiradentes conta com apoio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH).

Fotos: Rafael Seixas/Arsepam

Texto: Assessoria da Arsepam