Mais de 70 mil pessoas passaram pelo Festival Folclórico do Amazonas em dez dias de evento

22 de junho de 2022

Mais de 70 mil pessoas já passaram pela festa popular mais tradicional da cidade, o 64° Festival Folclórico do Amazonas (FFA), realizado no Centro Cultural Povos da Amazônia (CCPA), no Distrito Industrial, zona Sul, que teve início no dia 12/6. O festival, promovido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), com apoio do governo do Amazonas, é totalmente gratuito e acontece até a próxima quinta-feira, 23, sempre a partir das 19h.


Nesta terça-feira, 21, mais de 4.300 pessoas acompanharam as apresentações da décima noite do evento, que ficou a cargo dos grupos folclóricos: Vingadores de Virgulino (dança nordestina), Sedução da Compensa (ciranda), Mocidade da Roça (quadrilha tradicional), Ciranda do Armando Mendes (ciranda), Explosão na Folia (quadrilha tradicional), Império da Compensa (ciranda), e Cangaceiros de Aparício (dança nordestina), que animaram o público presente na arena do CCPA.

O diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, explica que o evento resgata o festival para o mês de junho e local de origem, além de mostrar o trabalho da gestão David Almeida em preservar a cultura local.


“A prefeitura investiu aproximadamente R$ 1 milhão em fomento para os 72 grupos de danças, que ainda receberam um reajuste de 20% no apoio financeiro. Estamos gerando mais de mil empregos de forma direta durante o festival. E o segmento folclórico pedia para que o festival voltasse para o mês de junho, data de origem, fizemos isso, reajustamos os valores das danças, e ainda iremos realizar uma competição para que novas danças possam entrar na categoria Bronze” pontua Oliveira.

Divulgação

A enfermeira Jéssica Cardoso, 36, levou a filha mais nova para prestigiar o festival, ela conta que resolveu ir ao local após ver a divulgação nas redes sociais da prefeitura.


“Vi a divulgação nas redes sociais da prefeitura no fim de semana, resolvi trazer a minha filha para se divertir e ver as danças folclóricas, estou adorando a organização, desde o momento que você chega, passa pela revista, aqui em cima, tem policiamento e várias pessoas auxiliando o público, muito organizado, estão de parabéns”, comenta.


O empreendedor Chrystian McComb, dono do “Dogão do Rei”, conta que as vendas no festival estão superando as expectativas.


“Estamos vendendo bastante, e temos uma boa expectativa de venda. O público tem comparecido ao festival, e para nós que somos empreendedores o festival tem sido maravilhoso. Tem noites de muito faturamento e um bom rendimento também”, salienta.