Manaus ocupa o 3º lugar no ranking de Empreendedorismo

14 de abril de 2022

As ações desenvolvidas pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), voltadas ao empreendedorismo na cidade, renderam o terceiro lugar no Ranking Connected Smart Cities de 2021, no eixo empreendedorismo.


Durante o ano de 2021, a Semtepi trabalhou para desenvolver ações que atendessem às necessidades da população dentro dos três pilares da secretaria. Neste sentido, um dos primeiros projetos desenvolvidos pela gestão foi o Auxílio-Empreendedor, com recursos do Fundo Municipal de Empreendedorismo e Inovação (Fumipeq).


Além disso, o fundo destinou recursos para a realização do programa “Salto: Aceleradora de MEIs”, à recuperação e adequação do Microdistrito Industrial de Manaus (Dimicro), ao programa “Empreendedorismo Rural” e ao projeto “Mais Inovação”, que prevê ações voltadas para o fomento do ambiente tecnológico e inovador da cidade.


Em 2021, a secretaria ampliou o cadastro de artesãos, atingindo a marca de 816 pessoas no banco de dados. Foram promovidas 32 feiras realizadas em diferentes locais da cidade.


Desde janeiro de 2021, foram lançados programas de fomento ao empreendedorismo rural e na área urbana, a realização de capacitações voltadas para o empreendedorismo, e ações voltadas ao fortalecimento do ecossistema de startups na cidade (com a realização de diversos eventos voltados a trazer soluções tecnológicas para o Executivo municipal e o fomento desse segmento de inovação).


Para o secretário da Semtepi, Radyr Júnior, Manaus é uma cidade que tem uma cultura empreendedora fortemente impregnada. E por isso, a prefeitura deve continuar fazendo investimentos contundentes na área.


“A Semtepi estimula o empreendedorismo por meio das ações de capacitação, economia solidária, planejamento e utilizamos todos os nossos recursos para isso. Então, ser o terceiro lugar no ranking nacional de empreendedorismo é muito importante, porém a necessidade de ser o primeiro lugar nos contagia e nos faz trabalhar mais ainda, fortalecendo o empreendedor. É importante falar que Manaus é uma cidade que representa para o Norte uma grande potência de compartilhamento de boas práticas, seja ele na parte de inovação, empreendedorismo, cultura empreendedora, que nós já temos aqui impregnada”, salientou.


A capital do Amazonas possui dois polos tecnológicos, sete incubadoras de empresas, além de ter um aumento de 13,85% em empresas de tecnologia, e ter crescido 2,15%, com as empresas de economia criativa e alcançado 34,07%, no número de Microempreendedores Individuais (MEIs).


Avaliação