Manaus sedia 111ª reunião do Fórum Nacional de Trânsito e Transportes

23 de junho de 2022

A Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), realiza nos dias 22 e 23 de junho, a 111ª Reunião do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Públicos de Transporte Urbano e Trânsito. O evento discute temas pertinentes à modernização dos setores e promove troca de experiências bem-sucedidas nessas áreas.


Gestores das áreas de trânsito e transporte de várias cidades brasileiras participam do encontro, organizado em todo o Brasil pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP). O evento iniciou às 9h, desta quarta-feira, 22, no hotel Intercity Manaus, na rua Marciano Armond, 544, Adrianópolis, zona Centro-Sul.


A abertura da reunião contou com as presenças do diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Paulo Henrique Martins; do novo presidente do Fórum Nacional e superintendente de Transporte e Trânsito de Aracaju, Renato Telles; do prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque; do secretário Executivo do fórum, Alexandre Resende; além de outros convidados.


Os palestrantes deram início à discussão com o tema “Cidade de Manaus em Destaque”, coordenado por Renato Teles. A apresentação da cidade foi feita pelo diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins, que destacou os principais desafios da cidade na área de mobilidade urbana.


“Entre os desafios da área de transporte estão a melhoria operacional do sistema. Tínhamos duas empresas operando muito mal. Uma conseguimos tirar do sistema e a outra reduziu-se pela metade a frota. Outro desafio é a modernização da frota envelhecida que o desequilíbrio financeiro não deu condições às empresas de substituir os carros, e depois veio a pandemia com a falta de passageiros”, apontou.

Paulo Henrique citou a melhoria da infraestrutura do transporte, como a modernização de terminais de integração e a recuperação de paradas.

“Outro desafio é a manutenção da tarifa, sendo esse o maior dos desafio das cidades, porque tem aumentado o custo e temos que manter a tarifa acessível à população. Operadores sabem que se aumentar demais o valor da passagem, afugenta o passageiro, ainda mais quando há concorrentes muito fortes como o transporte por aplicativo e outras opções”, destacou.


O superintendente da ANTP, Luiz Carlos Nespoli, falou sobre recursos para fazer frente às necessidades do sistema de transportes.