Sistema Eletrônico de Execução Unificado começa a ser implantado no Amazonas



“Pela primeira vez vamos ter dados sobre a população prisional do país. Todo sistema será automatizado no Brasil inteiro. Poderemos ter dados para implementação de políticas de segurança pública e do sistema penitenciário, coisa que não se tinha até agora. É um avanço, inclusive, difícil de dimensionar. Até o final do semestre já teremos o sistema implantado em todo território brasileiro”, destacou o desembargador Marcelo Dalla Dea, coordenador nacional de implantação do Sistema Eletrônico de Execução Unificada (SEEU), durante reunião com representantes do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), no último dia 10 de fevereiro, em Manaus.


O sistema foi adotado como política nacional pelo CNJ, em 2016, e é regido pela Resolução 223/2016 e pela Resolução 280/2019.


Benefícios do SEEU:

• alerta automático aos juízes de benefícios que estão vencendo ou estão por vencer por meio de cálculo automático da pena; • acesso simultâneo concedido a diferentes atores (promotores de justiça; defensores públicos; advogados; gestores prisionais e outros) por meio de computador ou telefone conectado à internet; • visualização em uma única tela de informações, como: processo; parte; movimentações e condenações; • acompanhamento eletrônico dos prazos de progressão, oferecendo em tempo real o quadro das execuções penais em curso; • pesquisa com indicativos gráficos para demonstrar a situação do sentenciado; • produção de relatórios estatísticos.


foto: jota.info Informações: TJAM

Posts Em Destaque
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square